:: APRESENTAÇÃO
 
»O modelo de escrita praticado na web e as formas de comunicação possíveis são sem dúvida diferentes de qualquer outro meio. Actualmente vivemos ainda um período de adaptação em que ainda “aprendemos” a comunicar na web. Este blog tem como objectivo abordar as questões relacionadas com as formas de comunicação e as novas tecnologias e modelos que vão surgindo e permitindo uma evolução e actualização da webcomunicação.
  :: MEMBROS
 
»João Simão
»Elsa Alves
»João Pedro Pereira
»Aleta Dreves
»Paulo Querido
  :: DESTAQUES
     
[MAR'07] II Jornadas Internacionais de Jornalismo, organizadas pelo Centro de Estudos da Comunicação da Universidade Fernando Pessoa e subordinadas ao tema genérico "Porquê Estudar o Jornalismo?".
» SAIBA MAIS AQUI
  :: ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
   
  :: ÚLTIMOS ARTIGOS
»Webjornalismo nos jornais on-line portugueses
»3º Encontro Nacional sobre Weblogs com novas datas...
»Um estudo sobre o Google News
»Blogs do PÚBLICO
»SHiFT - Social and Human Ideas For Tecnology
»"A nova aventura electrónica de Gutenberg"
»Leitores de jornais on-line aumentam nos EUA
»"Falar Global" 15 minutos sobre TIC'S
»WEBCOM - Com destaques na pesquisa do Google
»WEB 2.0 - Onde usar e onde não usar AJAX
 
  :: LINKS
 
 
  :: LIVROS
  :: ARQUIVOS
  » Abril 2006
» Maio 2006
» Junho 2006
» Julho 2006
» Agosto 2006
» Setembro 2006
» Outubro 2006
» Novembro 2006
 
  :: FERRAMENTAS

» RSS
» PODCAST

 

» Canais de RSS
» Canais de PODCAST
» Blogger
» Biblioteca de Artigos

on-line | visitantes

  :: E-MAIL
 
 

terça-feira, maio 16, 2006

Potencial de interacção: comparativo de sites noticiosos portugueses




Em 1998, um investigador chamado Tanjev Schultz analisou em 100 sites de jornais norte-americanos os elementos de interacção postos à disposição do público. Por elementos de interacção entenda-se dispositivos nos sites que permitam ao público expressar opinião, seja essa opinião dirigida aos jornalistas do órgão ou a outros elementos do público. Não se trata, portanto, de uma “interacção” no sentido que assume, por exemplo, em “infografias interactivas”.

Schultz usou uma tabela que atribuia a cada elemento - espaços de comentários aos artigos, e-mails de jornalistas, etc - uma determinada pontuação. Como não podia deixar de ser (1998 é mesmo no século passado no que à Web diz respeito), a tabela está desactualizada.

Há algum tempo usei a tabela de Schultz e modernizei-a, acrescentando novos elementos que entretanto surgiram no panorama dos modernos sites noticiosos. Hoje, resolvi aplicar essa tabela à análise de nove sites noticiosos portugueses:

Publico.pt
DN.pt
Diário Digital
TSF Online
Visão Online
Portugal Diário
Diário Económico
Expresso Online
Mais Futebol

Quem estiver interessado na metodologia desta análise, pode obter aqui toda a informação sobre o processo, incluindo o documento XLS que usei para determinar as classificações.

Antes de passarmos às conclusões, uma importante ressalva: estes dados indicam o potencial de interacção dos sites em questão. O que não significa que os melhor classificados sejam necessariamente aqueles em que o público é mais participativo. Factores como a audiência do site, nuances de design e o empenho (ou falta dele) dos jornalistas em manter os seus sites como espaços activos de discussão são relevantes para o sucesso de um site neste patamar; tanto que um único dispositivo de interacção (como os comentários aos artigos, por exemplo) pode, se bem gerido, tornar um site mais apelativo à participação do que a acumulação de dispositivos menos convidativos ou mal geridos.

As conclusões

- O Portugal Diário é o site com mais potencial de interacção: disponibiliza o e-mail de cada jornalista (junto ao título do artigo e na ficha técnica) e modera os comentários nos fóruns e nos artigos. Seguem-se o Mais Futebol e o Publico.pt

- O Dn.pt e a Visão Online ficaram no fundo da tabela. Curiosamente, a Visão Online tem uma página onde apela à participação do leitor e anuncia espaços que não consegui encontrar no site.

- O Portugal Diário, o Publico, o Diário Digital e a TSF Online disponibilizam um e-mail/formulário de contacto para todos os jornalistas.

- Dos sites que apresentam possibilidade de comentários aos artigos, o Expresso Online é o único onde não existe mediação, sendo os comentários publicados instantaneamente. No Publico.pt, os comentários dos assinantes também não são alvo de leitura prévia.

Classificação
MÁXIMO POSSÍVEL: 20 pontos
Portugal Diário: 15
Mais Futebol: 13
Publico.pt: 11
Diário Económico: 7
Expresso Online: 7
Diário Digital: 7
TSF Online: 4
Visão Online: 3
DN.pt: 3

Nota: Sites como o Mais Futebol e o Portugal Diário apresentam possibilidade de chat, o que (no caso do segundo) aumentou a pontuação obtida. Esta funcionalidade, contudo, parece estar muito longe de ter receptividade junto do público.

Post original em Engrenagem - Media & Tecnologia


« voltar |


« voltar |

Links para este artigo

Criar uma hiperligação


« voltar
 
Alguns direitos reservados
» template by João Simão | simaocc on-line ©
simaocc on-line Blogger