:: APRESENTAÇÃO
 
»O modelo de escrita praticado na web e as formas de comunicação possíveis são sem dúvida diferentes de qualquer outro meio. Actualmente vivemos ainda um período de adaptação em que ainda “aprendemos” a comunicar na web. Este blog tem como objectivo abordar as questões relacionadas com as formas de comunicação e as novas tecnologias e modelos que vão surgindo e permitindo uma evolução e actualização da webcomunicação.
  :: MEMBROS
 
»João Simão
»Elsa Alves
»João Pedro Pereira
»Aleta Dreves
»Paulo Querido
  :: DESTAQUES
     
[MAR'07] II Jornadas Internacionais de Jornalismo, organizadas pelo Centro de Estudos da Comunicação da Universidade Fernando Pessoa e subordinadas ao tema genérico "Porquê Estudar o Jornalismo?".
» SAIBA MAIS AQUI
  :: ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
   
  :: ÚLTIMOS ARTIGOS
»"Web Social"
»APRESENTAÇÃO
»CANAIS DE PODCAST
»CANAIS DE RSS
 
  :: LINKS
 
 
  :: LIVROS
  :: ARQUIVOS
  » Abril 2006
» Maio 2006
» Junho 2006
» Julho 2006
» Agosto 2006
» Setembro 2006
» Outubro 2006
» Novembro 2006
 
  :: FERRAMENTAS

» RSS
» PODCAST

 

» Canais de RSS
» Canais de PODCAST
» Blogger
» Biblioteca de Artigos

on-line | visitantes

  :: E-MAIL
 
 

segunda-feira, abril 17, 2006

"Empresas à conquista dos bloguistas"




O artigo vem publicado na edição portuguesa do “Courrier Internacional”. “Empresas à conquista dos bloguistas” é o título do artigo assinado por David Walkins. Esta peça jornalística dá conta da influência de que os blogs estão a conquistar.

Nos primeiros passos da blogesfera os blogs eram visto como meios ingénuos se grande importância e valor. Hoje em dia as empresas de relações publicas olham para os blogs com outros olhos não deixando de os cortejar e aliciar. Fruto da força opinativa e de influência que têm vindo a conquistar.

Um dos exemplos citados no artigo é esclarecedor da força que os blogs começam a ganhar:

A Microsoft começou a ter consciência disso há uns anos, quando um dos seus funcionários criou um blog sobre a própria empresa. Robert Scoble trabalhava como “envagelizador” técnico. Graças a ele, a empresa de Bill Gates apareceu menos como uma associação de malfeitores, tirânicos, para passar a ser um actor económico benemérito, preocupada com o bem-estar público. Honesto, abertamente autocrítico, o blog de Scoble (scobleizer.wordpress.com abrir link numa nova janela) fez do seu autor uma celebridade da Net e alcançou o que anos de relações públicas não tinham conseguido: humanizar o gabinete de programação.


Este extracto é claro da “força” que os blogs começam a ganhar, o que faz com que sejam tido em conta com as empresas de relações publicas que procuram qual a melhor forma de se relacionarem com os bloggeres uma vez que reconhecem que não se podem tratar os blogs como os jornais.


« voltar |

Não me espanta, tal situação. Os blogs têm-se revelado uma forma fácil e rápida de mostrar e trocar ideias acerca do que quer que seja. Lia, ontem, no Diário de Notícias, um artigo de opinião de Carlos Lourenço, "A rede do Poder" que refere, exactamente, o poder de opinião que os utilizadores da Web possuem neste momento. Agora, qualquer comum mortal pode, desde o conforto do seu lugar, seja em casa ou escritório, envolver-se em debates sobre qualquer assunto que lhe diga respeito. Há blogs para todos os gostos. A discussão de ideias é extremamente importante. A transmissão de conhecimento é fundamental para uma sociedade de conhecimento. E uma sociedade conhecedora é uma sociedade poderosa.

Concordo Elsa. Quando li este artigo que depois originou este post gerou-se um pequeno debate sobre a importância que os blogs têm, se está a aumentar ou a diminuir. O relatório de Abril da Technorati mostra que a cada seis meses o número de blogs duplica na web. Não é por si um sinal de força dos blogs, até porque só alguns é que são dignos de chamarem a atenção das empresas de relações públicas. É no entanto sinal que as pessoas estão mais activas, com mais vontade de participar. Os blogs por si não são nada, o que os torna populares é a facilidade de criar, gerir e acima de tudo de actualizar. Permitem assim uma liberalização do acesso à “webesfera” conhecida hoje como “blogsfera”.

Enviar um comentário

« voltar |

Links para este artigo

Criar uma hiperligação


« voltar
 
Alguns direitos reservados
» template by João Simão | simaocc on-line ©
simaocc on-line Blogger